Limpeza garantida: os motores da Canter

Seja com motor diesel ou com propulsão elétrica – a Canter estabelece novos padrões técnicos. Equipado com a mais moderna tecnologia Common Rail, turbocompressor de geometria variável e o novo sistema de injeção de combustível de alta pressão, o motor fornece um binário elevado, logo desde baixos regimes. A isto acrescem o inovador sistema de tratamento dos gases de escape, que cumpre a norma Euro VI, a função start/stop do motor, de série, e ainda o novo diagnóstico de bordo. Estas inovações são benéficas não só para si, mas também para o meio ambiente.

 

file


Cinco propulsões fortes

 

Poderá contar com o trabalho eficiente de cinco classes de potência económicas:

 

  • O motor de 96 kW (130 CV) com um binário de 300 Nm a 1300-3500 rpm oferece uma boa base para a sua empresa.
 
  • Acima deste, o motor de 110 kW (150 CV) com um binário de 370 Nm a 1320-3500 rpm conjuga rentabilidade, potência e alta rotação.

 

  • Para quem necessitar de mais potência, o motor de 129 kW (175CV) com um binário de 430 Nm a 1600-3500 rpm dá à sua Canter força suficiente para superar mesmo as tarefas mais exigentes.

 

Os motores são equipados de série com uma função start/stop e estão disponíveis com DUONIC® 2.0 ou caixa de velocidades manual. A função start/stop do motor é parte integrante do pack de eficiência ECOFFICIENCY e reduz ainda mais o já baixo consumo de combustível da Canter na condução em trajetos curtos.



O sistema de depuração dos gases de escape

 

Todas as variantes de motor dispõem de um filtro de partículas diesel fechado e isento de manutenção de regeneração automática, sendo também possível, se necessário, efetuar o procedimento manualmente. A combinação de catalisador de oxidação e filtro de partículas diesel é responsável pelo tratamento dos gases de escape. Adicionalmente, é utilizado o BlueTec® 6. Desta forma, todos os modelos Canter cumprem a norma Euro VI.

 

Tecnologia BlueTec® 6

 

Com a ajuda da tecnologia diesel SCR BlueTec® 6 a Canter, a partir de 6,5 t, reduz as emissões de substâncias nocivas com otimização simultânea do motor no que diz respeito ao desempenho e ao consumo de combustível. A pressão de injeção aumentada melhora a combustão e reduz as emissões de partículas e o consumo de combustível. No sistema de escape, os óxidos de azoto são convertidos em substâncias inócuas através da injeção de AdBlue. Um diagnóstico do sistema controla permanentemente o sistema e informa o condutor do nível do depósito de AdBlue. Este depósito de 12 l permite-lhe dedicar-se ao seu trabalho por um máximo de 4.000 quilómetros. Com uma quilometragem 30.000 km por ano, só precisa de atestar o depósito oito vezes.

 

 

VTG e travão de escape de série

 

A geometria variável do turbocompressor (VGT) assegura uma resposta otimizada do motor e um binário continuamente elevado, logo desde baixos regimes. O travão de escape poupa as pastilhas e discos dos travões do seu veículo; em longas conduções em descidas, o sistema de travagem é assim auxiliado sem ter necessidade de esforço excessivo.